Queridos colegas

Comunicamos, com alegria, que a Associação Brasileira de Psicólogos Antroposóficos (ABPA) foi juridicamente constituída em 10 de junho de 2011 e teve sua solenidade de fundação em 28 de julho durante o X Congresso Brasileiro de Medicina Antroposófica em Belo Horizonte.

Este momento é o resultado de muitos outros, do esforço e dedicação de muitas pessoas.

Agradecemos especialmente a Gudrum Burkhard, Wili Kenzler e Rudolf Lanz pelo apoio inicial e a muitos outros que se seguiram.

 Por que a ABPA agora?

Os acontecimentos dos últimos anos, descritos nos outros textos deste blog (consulte!), nos levaram a concluir que este é o momento.

Recebemos do último presidente da Associação Diadorim os documentos relativos a ela, para que nossa história possa fluir a partir de suas raízes e da memória preservada.

A ABPA tem por finalidade representar e apoiar os psicólogos envolvidos com a pesquisa e a prática profissional embasadas na Antroposofia em todas as áreas de atuação em que estejam presentes: pedagogia, clínica (psicoterapia), das terapias artísticas, do desenvolvimento humano, do trabalho, hospitalar, etc.

 Seus principais objetivos são:

  • Contribuir para o desenvolvimento da identidade profissional do psicólogo antroposófico.
  • Estabelecer critérios éticos e técnicos para as práticas de psicólogos antroposóficos e para cursos de formação.
  • Fomentar a formação continuada dos profissionais psicólogos, promovendo fóruns, congressos e outras atividades.
  • Promover o diálogo transdisciplinar com outras áreas de atuação profissional.
  • Representar o Brasil no departamento de psicoterapia da seção médica do Goetheanum.
  • Apresentar e representar a Psicologia Antroposófica no meio profissional, acadêmico e institucional (conselhos de psicologia, ministério da saúde, etc).
  • Informar, através de site, aos interessados, o nome dos profissionais associados.

Quem é o psicólogo antroposófico?

Este é um momento pioneiro em nossa organização. Portanto, será aceito durante os próximos dois anos como sócio efetivo da ABPA aquele:

  • Formado nos 5 anos de curso de psicologia.
  • Inscrito no CRP.
  • Com formação básica antroposófica (seminário pedagógico, ecosocial, adigo, ABMA, euritmia, terapia artística, formação biográfica, quirofonética, extra lesson, pedagogia terapêutica, Faculdade Santa Casa, cantoterapia e casos especiais.

As duas primeiras gestões têm a tarefa de estabelecer critérios de formação nas diversas áreas (clínica, organizacional, escolar, etc), reconhecer ou não cursos existentes ou solicitar complementações.

A partir daí, poderão ser atribuídas “especializações” aos membros e a admissão de novos participantes passará, gradativamente, a obedecer a outros critérios.

A ABPA não será responsável por cursos de formação para que seja garantida a liberdade de iniciativas pedagógicas e para que se mantenha a isenção no processo de certificação e reconhecimento dos cursos. No futuro, participantes da diretoria não deverão estar ligados diretamente a cursos de formação.

As eleições ocorrerão a cada 2 anos, realizadas pelo voto direto, secreto e facultativo, com valor igual para todos os associados quites com suas obrigações associativas e obedecerão ao critério de maioria simples, sendo válidas qualquer que seja o número de votantes.

Esperamos que nossa ação seja o reflexo de uma necessidade de todos os psicólogos que trabalham a partir da Antroposofia. Se isto for verdadeiro, esta associação florescerá a partir da alegria de realizar o que precisa ser feito.

Esperamos ainda que ela venha a ser a casa de todos nós. Lançamos as fundações. A construção dependerá do esforço de muitos. E a vida que a habitará vai depender da participação ativa e do sentimento de responsabilidade de cada um dos sócios.

Cordialmente,

Adelina Rennó

Diretora presidente

Anúncios

Enderêço ABPA

20/09/2011

Rua Otávio Tarquínio de Souza 1064

Campo Belo   CEP 04613-003    São Paulo / SP

Fones : (11) 5542-7727    (11) 5531-9891

email : associacao.abpa@gmail.com